CIENTISTA SOCIAL


ACADÊMICA

A artista Ellen Fernandes é Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), tendo escrito trabalhos sobre manifestações folclóricas na cidade de Manaus, e sobre a música  popular amazonense. Esse olhar social permeia a trajetória musical da artista.
 

Seu trabalho de conclusão na música intitulado "A música do Amazonas e sua universalidade: a conciliação de músicas regionais aos contextos de Big Band e outras formações instrumentais", aborda questões técnicas e estéticas do processo de aliar a música tradicional aos elementos musicais externos a ela. 


A artista é titulada Mestre em Etnomusicologia onde apresentou o trabalho "A rede musical Sateré Mawé e o canto como raiz: música, memória e conciliação", onde mergulha na sonoridade da etnia indígena amazonense Sateré Mawé, a partir da memória musical da comunidade Waikiru.
 

CANTORA

Ellen Fernandes cantou pela primeira vez no palco do renomado Teatro Amazonas quando tinha apenas 7 anos, pelo convite do artista e poeta amazonense Celdo Braga.


Mergulhou na música profissionalmente e seguiu cantando em palcos de casas noturnas de Manaus e São Paulo, principalmente.
Estudando canto, desenvolveu a técnica com o estudo do Jazz, do choro, bossa-nova e aprofundou o estudo das peculiaridades vocais das músicas tradicionais do norte do Brasil.


Já se apresentou no Teatro da Instalação e Teatro Amazonas em Manaus, realizou shows no circuito Sesc São Paulo, Casas noturnas de São Paulo, Festival Literário de Extrema, sempre com a temática Amazônica.
Também teve a experiência de cantar fora do país, na França e Itália levando o cancioneiro brasileiro.

 

 

 

COMPOSITORA

Em 2016 a cantora titula-se Bacharel em Musica Popular, com ênfase em Composição e Arranjo. Uma série de canções autorais surgem nesse contexto.
Suas primeiras músicas lançadas oficialmente em plataformas musicais foram "Çapó" e a "Mão que tocou Deus".


Çapó é uma composição fruto da imersão da artista nas comunidades e na relação humana com os indígenas da etnia Sateré Mawé. Çapó é o nome dado a bebida mundialmente conhecida como guaraná, que dentro da cosmologia Sateré Mawé representa rica rede de relações simbólicas. 
A música "A mão que tocou Deus" é uma composição da artista que recebeu um arranjo vocal do músico Rafael Carneiro. Uma faixa produzida inteiramente com vozes. 

No ano de 2019 a artista mergulha no processo de produção de seu primeiro cd, totalmente dedicado aos ritmos e simbologias da região Amazônica. A principal narrativa do cd é o alerta para a preservação da Amazônia e defender as riquezas culturais e simbólicas dessa região.
 

© 2019_Ellen Fernandes